fbpx
Veículos

Recalls têm crescimento de 20% no mês de setembro

Setembro foi o mês com mais campanhas de recall do ano e teve como destaque as francesas Renault e Citroën
27visualizações

Depois de um mês de agosto relativamente tranquilo, com apenas cinco campanhas de recall no país, setembro registrou o maior número do ano, com dez campanhas, superando janeiro, junho e julho, que tiveram nove cada um. Segundo dados da Papa Recall, aplicativo que alerta os motoristas a respeito de recall, nas dez campanhas de setembro, foram 17 modelos de cinco marcas diferentes envolvidos e, ao contrário do que aconteceu em agosto, que reafirmou montadoras alemãs como as mais envolvidas em recalls no país, setembro teve as francesas Citroën e Renault em destaque. Em virtude do recente caso de vários airbags com problemas, era de se esperar que esse fosse o principal assunto envolvido, sendo tema de quatro das dez campanhas e tendo quatro modelos da Citroën como foco.

“Realmente, este mês de setembro foi atípico, comparando tanto com agosto quanto com o mesmo período no ano passado. Em relação a setembro de 2019, houve alta de 20% no número de campanhas”, afirma Vinícius Melo, CEO da Papa Recall. Durante a “chuva de recalls” de setembro deste ano, além da Citroën e da Renault, figuraram a Ram, a Volvo e a Mercedes-Benz; a alemã, aliás, recordista do ano e líder do mês de agosto, apareceu com vários modelos em uma campanha de setembro: controle de estabilidade.

O número elevado de campanhas – ainda mais depois das alarmantes notícias sobre o caso dos airbags defeituosos – é um sinal de que as montadoras estão cientes dos problemas a serem corrigidos e estão fazendo a sua parte para que as pessoas possam dirigir com total segurança. Seja por falta de divulgação na grande mídia, seja por uma dose de irresponsabilidade, no Brasil a população ainda não tem noção da importância do recall automotivo – e é fundamental que essa cultura mude o quanto antes.

 

Ranking dos recalls de setembro:

 

1º: Citroën – 4 campanhas (todas sobre o sistema de airbags)

2º: Renault – 2 campanhas (não conformidade no diâmetro do orifício de alimentação de óleo e fechadura do capô); e Ram – 2 campanhas (reprogramação do módulo eletrônico de controle de transmissão e degrau retrátil da caçamba)

3º: Mercedes-Benz – 1 campanha (controle de estabilidade); e Volvo – 1 campanha (reaperto da porca do braço do limpador de para-brisa)

Leave a Response

20 − catorze =