fbpx
Dicas de Manutenção

Fatores que prejudicam o funcionamento do cubo de roda

Ronco grave vindo das rodas em movimento ou vibração no volante pode indicar comprometimento do componente
72visualizações

Considerado um dos itens de segurança do veículo, o cubo de roda é responsável pela rolagem das rodas e serve como base para fixação de outros componentes importantes, como discos, tambores de freios e rodas. Muitas vezes, trabalha sincronizado com a junta homocinética, ou seja, ajuda a transmitir o torque do motor para as rodas. “O motorista deve estar atento e evitar alguns hábitos durante a condução do automóvel que podem comprometer o cubo de roda”, comenta Jair Silva, gerente de qualidade e serviços da Nakata.

De acordo com Silva, pancadas da roda no meio fio, trafegar sobre buracos em velocidade incompatível, carregar carga excessiva e circular por vias alagadas comprometem a vida útil do cubo.

Para identificar um cubo de roda danificado o motorista deve observar alguns sinais, como ronco grave vindo das rodas em movimento ou vibração no volante. “Tanto o ruído como a vibração tende a aumentar na medida em que se aumenta a velocidade”, explica Silva, lembrando que é preciso ter atenção e não confundir um problema de empeno do cubo de roda com desbalanceamento da roda.

“Além do desconforto que o ruído de um cubo de roda em mau estado pode provocar, há risco de travamento do rolamento, possibilidade de quebrar e cair a roda e colocando em risco a segurança do veículo”, alerta.

A recomendação é ao surgir qualquer sinal de comprometimento do cubo de roda, o motorista deve procurar o mecânico de confiança para avaliação do componente, pois rodar com o cubo de roda danificado é uma atitude de alto risco.

Para conferir esta e outras dicas de manutenção, basta acessar o YouTube Componentes Nakata (https://www.youtube.com/watch?v=zUItv-vbg44).

Leave a Response

18 − 18 =