fbpx
Mobilidade

Normas e regulamentações em mobilidade elétrica

Renault Zoe já foi hatch elétrico já está à venda no Brasil
58visualizações

A 2ª Oficina sobre Normas e Regulamentações em Mobilidade Elétrica, promovida pelo PROMOB-e, projeto de cooperação técnica executado pelo Ministério da Economia brasileiro, com o apoio da Cooperação Alemã, reuniu diversos setores que envolvem a mobilidade elétrica, como meio ambiente, reparação de veículos e fabricantes do setor automotivo, com a finalidade de apresentar propostas para suprir as demandas normativas e regulatórias.

Os participantes foram divididos em grupos para discussão de cinco temas: Infraestrutura de Recarga; Interoperabilidade; Homologação de Veículos Elétricos; Regulação das Emissões; e Logística Reversa.

O grupo Regulação de Emissões, do qual o Sindirepa-SP (Sindicato da Indústria de Reparação Automotiva de Veículos e Acessórios do Estado de São Paulo) participou, levantou os subtemas: níveis de emissões de poluentes, padrões para poluentes em centros urbanos, critérios de ensaios e método de cálculo das emissões, que envolvem órgãos do SISNAMA (Sistema Nacional do Meio Ambiente), autoridades de trânsito e ambientais, e INMETRO, cada um com seu papel, seja para promoção da regulação, fomento à pesquisa, monitoramento, estabelecimento de legislação dos padrões de qualidade do ar, inspeções veiculares ou conformidade e certificação dos equipamentos.

Cada grupo destacou diversas questões com o objetivo de estabelecer as condições necessárias para a implementação da mobilidade elétrica no País, desde o patinete elétrico até os veículos pesados. Os caminhos da reparação, como as necessidades do setor para fazer a reparação de veículos elétricos, bem como a periculosidade na hora da manutenção, foram debatidos no grupo Interoperabilidade.

O próximo passo é reunir todas as propostas levantadas na 2ª Oficina sobre Normas e Regulamentações em Mobilidade Elétrica e apresentá-las num Congresso.

Leave a Response

18 − 14 =