fbpx
Dicas de Manutenção

Como saber a hora de efetuar a troca dos amortecedores

A falta de estabilidade e dirigibilidade e o desgaste irregular dos pneus podem apontar comprometimento dos amortecedores
8visualizações

Ruídos ou impactos acentuados ao trafegar por vias esburacadas, lombadas ou valetas e falta de estabilidade e dirigibilidade, vazamento de óleo, balanço excessivo em arrancadas e freadas, desgaste  escamado dos  pneus e buchas gastas são alguns sinais que podem indicar que chegou o momento de substituir os amortecedores. “Os motoristas devem estar sempre atentos aos indícios de desgaste do sistema de suspensão do veículo e também fazer revisões periodicamente em oficina de confiança para verificar as condições de amortecedores, molas, braço oscilante, pivô de suspensão, batentes e barra estabilizadora”, afirma Jair Silva.

O amortecedor é um item importante de segurança do veículo, por isso, o gerente de qualidade e serviço da Nakata, ressaltando que os componentes são fundamentais para garantir a segurança dos ocupantes do veículo e também dos pedestres já defeitos podem ocasionar graves acidentes.

 

A recomendação é realizar revisão da suspensão após os 40 mil km rodados para verificação das condições dos componentes ou quando houver sinais de desgaste.

 

Duráveis, os amortecedores HG Nakata contam com sistema de vedação de alta resistência, com materiais de  alta performance e baixo atrito. Segundo Silva, a válvula de compressão, fixada na parte inferior do tubo, assegura a ação do amortecedor, permitindo mais controle e estabilidade do veículo. O gás nitrogênio à baixa pressão não deixa faltar óleo no ciclo de  fechamento da haste, evitando falhas. Já o Stop Hidráulico confere mais conforto, suavizando impactos no final do curso de abertura da suspensão em condições severas, enquanto a válvula de tração traz mais estabilidade. “O ajuste preciso com o tubo de pressão permite movimentação suave”, comenta.

Leave a Response

17 + 14 =