fbpx
Mobilidade

Salvador receberá cinco ônibus 100% elétricos BYD para operar durante a obra do VLT do Subúrbio

ônibus 100% elétricos, BYD, ônibus elétricos
16visualizações

Salvador recebe dois ônibus 100% elétricos BYD, de um total de cinco, que integrarão o transporte no trecho Mapele/Ilha de São João X Terminal Pirajá. Os veículos, confortáveis e não poluentes, serão operados pela Expresso Metropolitano a serviço do Governo do Estado da Bahia e vão atender à demanda da população facilitando a mobilidade durante o período de obras do VLT do Subúrbio.

Os novos ônibus são acessíveis, possuem ar-condicionado e proporcionam bem-estar aos passageiros e à população em geral, que também é beneficiada com a redução da poluição sonora que é percebida tanto em relação ao ruído interno, quanto externo. Os veículos têm capacidade para transportar 33 pessoas sentadas e 41 em pé.

O Diretor da divisão de ônibus da BYD Brasil, Marcello Von Schneider, destaca o conforto proporcionado pelos ônibus elétricos para a população. “O passageiro vai ter à disposição um ônibus novo, refrigerado, muito silencioso e com baixa trepidação”.

Movidos a bateria de fosfato ferro-lítio, os veículos 100 % elétricos possuem 250 quilômetros de autonomia, o que permite que ele rode o dia inteiro, retornando para a garagem à noite, onde são recarregados. A recarga total se dá num período de três a quatro horas. O carregamento noturno torna a operação mais vantajosa, uma vez que o custo da energia elétrica neste período é mais baixo.

Os ônibus elétricos BYD são econômicos, tendo custo operacional 70% menor que um ônibus a diesel convencional. Além disso, o número reduzido de peças em um veículo 100% elétrico reduz drasticamente a necessidade de manutenção, proporcionando maior disponibilidade do veículo em comparação ao convencional à combustão.

Schneider destaca ainda a importância da adoção de ônibus elétricos para o meio ambiente. “Os veículos a combustão são responsáveis por um grande percentual da poluição nos grandes centros urbanos. Sendo assim, a substituição por uma energia limpa, não só melhora a qualidade do ar nas cidades como impacta diretamente na saúde da população. Além disso, o custo operacional menor viabiliza a operação economicamente”.

Tecnologia limpa também é empregada no VLT do Subúrbio pela Skyrail Bahia

A BYD, fornecedora dos ônibus elétricos que entrarão em operação em Salvador, integra a Metrogreen Skyrail Concessionária da Bahia S.A. (Skyrail Bahia), Sociedade de Propósito Específico (SPE) estabelecida por meio de uma Parceria Público-Privada que será responsável pela construção e operação do VLT do Subúrbio.

O modal 100% elétrico vai substituir os trens do Subúrbio e proporcionar uma nova e próspera realidade na região, compondo um degrau importante para o desenvolvimento de Salvador. Serão 172 mil passageiros transportados por dia, beneficiando, em média, 600 mil pessoas que vivem na região. O VLT é o maior projeto de mobilidade da história da região e trará mais qualidade de vida aos passageiros ao ligar a região metropolitana (Ilha de São João, em Simões Filho) e o Subúrbio Ferroviário com o miolo de Salvador (até a estação Acesso Norte) e o Comércio, em apenas 45 minutos, onde será possível integrar com outros modais como metrô e ônibus.

Para o diretor técnico da Skyrail Bahia, Alexandre Barbosa, os moradores da região já vão sentir a mudança na qualidade do transporte público com os ônibus BYD. “Esses veículos são bastante confortáveis, totalmente sustentáveis e representam o início da transformação da mobilidade na região. Mais adiante, com o VLT em operação, as pessoas mudarão totalmente a forma de se locomover no Subúrbio”, resume.

Ônibus elétricos e a redução de poluentes locais 

Os ônibus elétricos representam um grande instrumento para a redução de poluentes locais e de gases causadores do efeito estufa. Na média, cada ônibus a combustão consome 90 litros de diesel em um dia de operação. Sendo assim, cada ônibus vai deixar de emitir 110 ton/ano de CO2 na atmosfera.

Outras vantagens do ônibus elétrico:

 

– Zero emissão de gases poluentes

–  250km de autonomia

– Ar-condicionado;

– Monitoramento por câmeras;

– Itinerários eletrônicos em Led;

– Os veículos são totalmente acessíveis, por meio de rampas, o que facilita o embarque e desembarque do cadeirante;

– Silêncio interno e externo que proporciona bem-estar aos passageiros e à população em geral, que sentirá o impacto da redução na poluição sonora;

– Conforto para o motorista com um sistema de coluna de direção regulável, o que os torna mais ergonômicos, reduzindo o afastamento por LER/DORT.

Leave a Response

20 − nove =